• Manifesto contra as tragédias e insustentabilidade da mineração

    Após as deliberações do Seminário e Encontro “Na contramão do discurso ideológico da mineração: tragédias e insustentabilidade”, e a escuta dos atingidos, os movimentos sociais componentes do Gabinete de Crise – Sociedade Civil articularam um manifesto pontuando as principais críticas à mineração no país. De acordo com o documento, os benefícios oriundos do setor são muito inferiores aos prejuízos decorrentes da atividade. O manifesto, que reúne depoimentos de ambientalistas, moradores de áreas atingidas e representantes de diversas entidades da sociedade civil, denuncia: “a tentativa de imposição da economia de exportação de bens primários (as commodities) é baseada no compadrio e relação de cumplicidade entre agentes do Estado e das empresas de mineração, e com medidas voltadas ao silenciamento das comunidades, de defensoras e defensores de direitos, e por meio de linguagens e peças de comunicação construídas para atacar e submeter o senso comum das pessoas a imagens falseadas e números manipulados do significado da mineração”. Dividido em eixos que denunciam consequências econômicas, sociais e ambientais da mineração, o manifesto ainda deixa claro o objetivo dos movimentos sociais: identificar “as estratégias para realizar as ações” e “responsabilizar e criminalizar os responsáveis”.

    Voltar Data: 20/11/2019